Posts Tagged ‘marca pessoal’

Networking é importante

LD | 7 de julho de 2017 in Comunicação | Comments (0)

Tags: , , ,

6 passos para melhorar o seu networking

julho 6, 2017 11:29 am Publicado por 

O IBEF Jovem realizou um mini workshop sobre networking nesta terça-feira (04), na sede do IBEF SP. A palestrante foi a coach Sandra Oliveira, mestre em Distúrbios da Comunicação pela PUC-SP.

A comunicação entre pessoas como ferramenta de desenvolvimento pessoal e profissional é o objeto de trabalho de Sandra há mais de 20 anos.

¨Nossos mentores sempre destacam a importância da comunicação e do relacionamento com outras pessoas para obter oportunidades. Mas ninguém nos diz como conseguir esses contatos! A Sandra nos dará dicas¨, disse Mariña Martinez, membro do IBEF Jovem, na abertura do evento.

Mariña Martinez e Sandra Oliveira

Veja os principais conselhos para melhorar seu networking, extraídos do bate-papo com Sandra Oliveira.

1) Conheça a si mesmo – ¨O autoconhecimento é o primeiro passo. Descubra o que você tem de melhor a oferecer ao outro. E como se sente bem para fazer isso¨, destacou Sandra.

Entenda o seu perfil: você é uma pessoa extrovertida ou introvertida? ¨As pessoas extrovertidas recarregam as energias no contato com o outro, fazendo networking. Já as introvertidas gastam energia com essa atividade¨, explicou a coach de comunicação.

Evite ir a um encontro ou reunião com a bateria pessoal ¨descarregada¨. Momentos antes do contato procure fazer algo que o deixe feliz e reenergizado, aconselhou Sandra. 

2) Monte o seu ¨elevator pitch¨– O contato com alguém importante pode durar minutos ou segundos – tão breve quanto uma conversa no elevador. Como se apresentar e deixar a sua marca no outro em tão pouco tempo?

Reflita sobre o que você pode pinçar no seu currículo que irá resumir a essência do que você faz, o que de melhor pode entregar àquele interlocutor, destacou Sandra.

¨Se me perguntarem: o que você faz? Direi que ajudo executivos a comunicar bem, se estou em um ambiente corporativo. Ou que ajudo pessoas a falar melhor em público, se estiver entre oradores. O discurso se adequa ao público¨, disse a coach de comunicação, citando um exemplo.

Evite jogar uma avalanche de informações no colo do outro ou usar termos técnicos com quem não é da área. Lance a isca de informação que fará você parecer interessante ao outro e motivá-lo a fazer mais perguntas.

3) Seja mais interessado do que interessante – ¨Conversar com alguém é sempre mais gostoso quando a outra pessoa demonstra interesse em você¨, destacou a coach.

Faça perguntas ao seu interlocutor, e esteja disposto a ouvir mais e falar menos. Isso fará com que o outro se sinta importante e valorizado, ressaltou a coach.

Sandra Oliveira, coach de comunicação

O interesse em escutar precisa ser genuíno. ¨A pessoa percebe logo quando o interesse é falso, e você não está prestando atenção ao que ela diz. Você precisa estar presente¨.

4) Xô, celular! –  O aparelhinho pode ser o arqui-inimigo do networking, alertou Sandra. ¨Quando você entra em um lugar e só fica olhando para o celular, está se fechando para as pessoas ao redor. Elas não se aproximarão¨.

¨Ninguém é multitarefa. Ou você presta atenção no celular ou na pessoa que conversa com você. Se você olhar para o celular a todo momento, ela se sentirá desvalorizada e terá uma impressão ruim. Para fazer networking é preciso esquecer o celular naquele momento¨, arrematou. 

5) Use as redes sociais a seu favor – Enviar um convite de conexão no LinkedIn para alguém com quem você tomou um café ou trocou cartões é uma boa maneira de estender as oportunidades de relacionamento.

¨Você pode ser leve: envie uma mensagem afirmando que adorou a conversa e gostaria de manter contato. É melhor do que apenas um convite padrão. Quanto mais personalizada a comunicação, mais impacto terá no outro¨, destacou Sandra.

Cuide dos seus diferentes perfis nas redes sociais. Lembre-se que alguém sempre pode buscar você na web depois do primeiro contato. Fotos e palavras inadequadas podem abalar uma boa impressão inicial.

Tenha sensibilidade também para respeitar o espaço do outro. Há pessoas que preferem deixar contatos profissionais no LinkedIn e não os estender ao Facebook, que é uma rede pessoal. Não é uma regra fechada, mas na dúvida, não arrisque.

6) Deixe a sua marca – ¨Tudo o que você fizer ao conhecer alguém, e após esse momento, irá deixar a sua marca e aprofundar essa impressão¨, destacou a especialista.

Participantes do workshop

Sandra observou que gentileza gera gentileza. Uma mensagem de agradecimento após um bom papo, ou um convite para um café ou almoço pode contribuir de forma positiva.

O mais importante de tudo é respeitar seus limites. Não precisa começar seu networking já convidando o CEO para tomar um sorvete. Ás vezes, pode ser apenas um café com seus pares no trabalho.

¨Comece fazendo o que te deixa mais confortável. E, aos poucos, vá se desafiando mais e mais. No começo, pode parecer forçado, mas quando os resultados desse empenho começarem a aparecer, você ficará cada vez mais motivado¨, arrematou Sandra.

(Reportagem: Debora Soares /Fotos: Debora Soares e Raisa Soares)